VOLTAR

Paridade fundamental na condução das lutas e no fortalecimento da participação das Mulheres na Política!

06/06/2012

Escrito por: Maria Júlia Reis Nogueira - Secretária Nacional de Combate ao Racismo da CUT

 

A construção e consolidação da democracia nas sociedades modernas passa fundamentalmente pela participação paritária de mulheres e homens nos espaços de poder e tomada  de   decisão.

O predomínio da sociedade patriarcal em que aos homens eram destinados os espaços públicos do trabalho em cargos de direção e de comando, cede lugar ao compartilhamento das decisões  com as mulheres.

Essa mudança ocorre como fruto da organização, mobilização e pressão desenvolvida pelas  mulheres,  que deixaram de aceitar passivamente a situação de subalternidade que lhes havia sido imposta pelo machismo ainda presente em nossa sociedade.

O movimento feminista  e sindical  (a organização das mulheres) no Brasil e no mundo tem sido fundamental para alterar  o tradicional papel que destinaram à mulher.

O movimento sindical antenado com as mudanças processadas ao longo de décadas vem também trabalhando na perspectiva da construção de uma sociedade de iguais na qual mulheres e homens  tenham acesso a todos os espaços e possam dividir responsabilidades de forma   paritária.

A Central Única dos trabalhadores antenada com os anseios e reivindicações dos trabalhadores e trabalhadoras mais uma vez se soma com o pleito das dirigentes e militantes cutistas  aprovando na 13ª  Plenária Nacional a necessidade de realizar  o debate sobre paridade nas instâncias de direção da Central.

Paridade para nós não pode e não deve ser meramente uma questão numérica, paridade pode  e deve ser a oportunidade de dialogar  sobre a  participação de  mais mulheres,  estimular sua  participação e  sobretudo assegurar às  sindicalistas cutistas espaços para construção de uma sociedade de iguais,  na qual  mulheres e homens tenham democraticamente oportunidade de exercer  suas habilidades  e competências para construção de um sindicalismo forte com participação de todas e todas  que partilham o ideal  de uma sociedade justa, solidária e democrática.


Compartilhe: